Gelo Negro| Becca Fitzpatrick

Becca Fitzpatrick, autora da série Hush Hush lança o thriller Gelo Negro pela editora Intrínseca em 2015


Becca Fitzpatrick nos apresenta um sufocante thriller psicológico envolvendo duas linhas temporais. A primeira, é abertura do livro, onde presenciamos o assassinato brutal da Lauren em uma cabana nas Cordilheiras de Teton.

Já na segunda linha temporal, um ano depois, conhecemos a história de duas garotas, Britt e Korbie que estão finalizando o ensino médio e decidem fazer uma trilha, também pela Cordilheira Teton. Porém, elas são surpreendidas por uma nevasca que faz o carro delas parar de funcionar, praticamente no meio do nada. Elas decidem então buscar ajuda e acabam encontrando uma cabana isolada para se abrigarem da neve e do frio. Lá, há dois rapazes que mostram comportamentos diferentes ao vê-las. Um deles é extremamente hostil e não quer a presença delas por lá, enquanto o outro é simpático e solícito.

A trama se desenvolve rapidamente, e de convidadas na cabana, as duas se tornam reféns de dois criminosos que desejam sair rapidamente do local, sem que sejam notados pela polícia e as obrigam a ajudá-los nessa fuga.

Porém, uma estranha relação entre Mason, um dos sequestradores, e Britt acaba surgindo no meio desse caos. Um mix de admiração, proteção, perigo e até uma paixão cresce entre eles.

A autora brinca com a mente do leitor, nos levando a questionar o conceito de certo e errado. Além disso, ela coloca em dúvida o caráter de cada personagem, bem como, os papéis de mocinho e vilão que eles representam ao longo da trama. A inversão de papéis e a descoberta de segredos, faz deste livro, além de ter um acúmulo de plot twists levando-nos a duvidar do caráter de cada personagem na trama.

O final apresenta grandes reviravoltas e é extremamente compatível com a história. Além disso, a autora conseguiu unir as duas linhas temporais conectando o assassinato inicial com o sequestro das garotas. A resolução é bem surpreendente e satisfatória. Para os amantes do gênero, este é, sem dúvida, uma leitura obrigatória.